quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Barroco - Portugal/Brasil

Barroco (1580/1756 – Portugal) (1601/1768 – Brasil )

Marco inicial em Portugal – 1580 – morte de Camões e Portugal passa a ser de domínio espanhol.

Marco inicial no Brasil – 1601 – obra Prosopepéia de Bento Teixeira

Portugal e Brasil

contexto histórico - século XVII se caracteriza pela existência de conflitos de ordem religiosa, política econômica social :

- aumento da influência da burguesia - desenvolvimento do capitalismo mercantilista
-Término do ciclo das grandes navegações
-Pessimismo reinante entre os portugueses(devido o domínio espanhol )
-Reforma protestante por Cavino e Lutero, que se solidificou na Inglaterra e na Holanda
-Contra reforma. Propunha uma volta ao medievalismo e irrestrita fé na autoridade da igreja e do rei.

Esse retorno à visão medieval de mundo emplicaria a perda da humanidade soberana conquistada pelo homem renascentista. Confrontam-se, por isso duas forças postas TEOCENTRISMO X ANTROPOCENTRISMO,tentando atingir a síntese, o homem da época prucura conciliar esses dois elementos, dessa tentativa resulta a tensão que marca a maneira de pensar, as concepções sociais, políticas e artísticas da época.

As manifestações artísticas do Barroco retratam a procura de conciliação de forças antagônicas como: Bem-Mal/ Céu-Terra/ Deus-Diabo/ Pureza- Pecado/ Alegria-Tristeza/ Espírito-Carne.

Recursos expressivos utilizados:
- a realidade é conhecida através dos sentidos - palavras que designam cores, perfume, sensações tatéis. No conjunto essas palavras refletem a desarmonia do mundo Barroco se comparado com a harmonia da época clássica.

Figuras de estilo mais comuns:
- Metáfora - retrata a emoção,a sensação, a percepção da realidade./ Antítese – reflete a cintradição do homem da época, seu dualismo(aparência diferente da essência)/ Gradação – de palavras/ Hipérbole – ideia de grandiosidade, de pompa/ Prosopopeia ou personificação – de seres inamimados para dinamizar a realidade/ Símbolos que traduzem a efemeridade e a instabilidade das coisas – fumaças, ventos, neve, chama, água, espuma, etc./ Frases interrogativa – dúvida e incerteza do homem barroco/ Ordem inversa – além de tornar a frase pomposa, a ordem inversa traduz os meneios de raciocínio. Reflete, po isso, a foalta de clareza, de certeza diante das coisas.

Cultismo – É o jogo de palavras, uso abusivo de metáforas e hipérbole, corresponde ao excesso de detalhes das artes plásticas.

Conceptismo – É o jogo de ideias.

Principais temas: os principais temas da literatura barroca giram em torno da ideia de :
- sobrenatural
- morte
- fugacidade da vida
- castigo
- heroísmo
- misticismo
- erotismo
- cenas trágicas
- apelo à religião, ao céu
- arrependimento
- solução do mundo

Barroco em Portugal (1580/1756)

O ano de 1580 marca a passagem de Portugal ao domínio espanhol, o que provoca um acentuado pessemismo na sociedade lusa.
Em 1756 acontece a fundação da Arcádia Lusitana, que marca o início de um novo estilo de época chamado Arcadismo.

Principais autores e obras

- Padre Antônio Vieira (1608/1697) estudado na literatura pelos críticos nas duas literatura: a brasileira e a portuguesa. Sua obra compreende:
- Obras de profecia: História do futuro/ Esperança de Portugal
- Oratória: Sermões (15 volumes). Os mais conhecidos de Vieira são:
Sermão da Sexagésima – tem por assunto a arte de pregar
Sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as de Holanda – contra a invasão holandesa do Brasi, 1640.
Sermão do Santo Anônio, também conhecido como Sermão aos peixes – aborda a questão do indígena escravizado

-D. Francisco Manuel de Melo (1608/1666)
Poesia – Obras Métrica
Prosa – Cartas de caráter moralista e doutrinária, como Cartas familiares e Carta de guia de casados.
Teatro – Auto do fidalgo aprendiz (comédia)

Pe. Manuel Bernardes(1644/1710)
Sua obra mais importante é: A nova floresta,prosa doutrinária e religiosa.

Francisco Rodrigo Lobo(1580?/1622)
Poesia – Églogas/ O pastor peregrino
Prosa – Corte na aldeia

Antônio José da Silva ( o judeu)
Teatrólogo, autor da Ópera dos bonecos

Sóror Mariana Alcoforado(1640/1723)
Escreveu as Célebres Cartas Portuguesas.

Duas obras no Barroco português merecem destaque:

- A Fênix renascida – coletânea de poesias seiscentista portuguesa
- A Arte de furtar – crítica social à época de D. São João IV, obra de caráter satírico, publicada em 1652, de autoria desconhecida.

Barroco no Brasil(1601/1768)

1601 – poema épico Prosopopeia de Bento Teixeira Pinto - marco inicial
1768 – início do Arcadismo brasileiro – Obras poéticas – Cláudio Manuel da Costa

Nesse período as manifestações artísticas no Brasil serão reflexo de uma estrutura social, política e econômica de país colônia. Não podendo falar numa sociedade bem estruturada no Brasil. Consequentemente as manifestações de estilo de época, caracterizando pela diversificação. Aqui conforme alguns estudiosos de literatura, chegou ecos do Barroco europeu.

Autores e obras

- Bento Teixeira Pinto(1565/?) – Sua obra mais importante foi Prosopopéia que é um poema épico, calçada em Os Lusíadas de Camões.

- Manoel Botelho de Oliveira(1636/1711) – obra: Música do Parnaso

- Frei Manuel de Santa Maria de Itaparica(1704/?) – obra: Ilha de Itaparica

- Pe. Vieira – já estudado no Barroco português.

- Gregorio de Matos(1623/1696) – É o mais importante poeta do Barroco brasileiro. Advogado baiano, foi apelidado de “Boca do Inferno”, graças a sua irreverência ao criticar a sociedade da época. Escreveu poesia: Lírica/ religiosa-sacra/ satírica.

É importante assinalar ainda, no Barroco brasileiro, a existência de Academias, que foram grêmios literários e eruditos, copiados de modelos portugueses. Tiveram importância como órgão propagador do Barroco representam o primeiro sintoma de uma preocupação humanística entre os brasileiros.

Três Academias importantes:
- Academia Brasílica dos Esqueccidos (Bahia)
- Academia Brasílca dos Renascidos ( Bahia)
- Academia dos Felizes(Rio de Janeiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário